Uma de nossas frutas mais populares, a fruta é rica em carboidratos, contém ferro, zinco e vitamina B6, combate o estresse e a depressão e repõe a energia dos atletas. Como se não bastassem tantas qualidades, é muito saborosa.

Apesar de ser encontrada aqui, por toda parte, a banana é originária do sudoeste da Ásia. Atualmente é cultivada em 130 países, na maioria em regiões tropicais do planeta. É, também, o alimento mais cultivado no mundo, só superado pelo arroz, trigo e milho.

Contam os registros históricos que, em 327 a.C., já se plantavam bananas nos vales da Índia, e que Alexandre, o Grande teria experimentado a fruta. Porém, foi só a partir do século lll d.C., na China, que surgiram plantações regulares. Os árabes levaram a banana para a Palestina e África e, mais tarde, os portugueses estabeleceram seu cultivo entre nós.

As bananeiras são plantas herbáceas da família Musaceae. Não podem ser chamadas de árvores, pois não têm tronco, apenas pseudocaules alimentados por um rizoma (bulbo) subterrâneo. Quando deixa de frutificar, a bananeira morre. Próximo a ela, nasce outra planta que vive cerca de vinte anos.

As bananas também não são frutos, mas pseudobagas – ou pseudofrutos, tecido vegetal que se desenvolve adjacente à flor que sustenta o fruto. Em cor e consistência, ele se assemelha a um fruto verdadeiro. Tal como o abacaxi, a maioria das bananas é um fruto partenocárpico, pois não possui sementes e forma-se sem fecundação prévia.

Saborosa e nutritiva

As bananas nascem verdes, tornam-se amarelas ao amadurecer e ganham pitas pretas quando estão perto de apodrecer.

Cada fruta pesa, em média, 125g, contém 75% de água e 25% de matéria seca. As variedades – banana prata, d’água ou nanica, banana maçã, ouro e da terra – têm composição e sabores diferentes. Verdes, ou maduras, cruas ou cozidas possuem as mesmas quantidades de nutrientes e propriedades.

A banana prata, a mais popular, é normalmente servida crua e tem 98 calorias. A banana d’água, com 92 calorias, apesar de ser uma das maiores, também é conhecida como nanica porque vem de uma bananeira de baixo porte. Uma das maneiras de prepara-la é cozida com manteiga, açúcar e canela, ou na forma de doces e compotas.

A banana ouro, com 112 calorias, a menor de todas, tem sabor especial e costuma ser apreciada crua. Aromática, de sabor delicado e doce, a banana maçã tem 112 calorias e deixa na boca um sabor parecido com o da maçã. Não é produzida em larga escala porque um fungo ataca a plantação. A banana da terra, ou banana pão, tem 128 calorias. Sua polpa é mais rija e a casca, firme e verde. Cozida, frita ou assada constitui o alimento básico de muitas populações de regiões tropicais.

A banana contém sacarose, frutose e glicose, três açúcares naturais, fontes de energia, e também potássio.

Para repor este mineral, que é eliminado pelo suor, muitos atletas costumam comê-la após se exercitar. O potássio também ajuda a combater a hipertensão. Em sua composição entram, ainda, ferro, magnésio, triptofano, zinco e piridoxina (vitamina B6). O triptofano é um aminoácido essencial para manter o equilíbrio do corpo e, junto com a vitamina B6 e o zinco, participa na produção da serotonina, hormônio relacionado ao prazer e ao bem estar, ajudando na recuperação de pacientes em tratamento de depressão e estresse.

Rica em carboidratos, se ingerida a cada duas horas, a banana mantém estável o nível de açúcar no organismo. Pelo mesmo motivo, é excelente para quem bebeu demais e precisa repor a glicose. Uma das formas mais rápidas de curar uma ressaca é fazer uma vitamina de banana com leite e mel. A banana acalma o estômago e, com a ajuda do mel, eleva o nível de açúcar do mel, enquanto o leite suaviza e reidrata o sistema.

A fruta possui efeito anti ácido natural, neutraliza a acidez do estômago e protege suas paredes, reduzindo a irritação. É a única fruta crua que pode ser comida sem desgaste em casos de úlcera crônica.

 

Composição da Banana Prata em 100g (tabela)

Calorias 98
Proteínas 1,3g
Gorduras 0,1g
Carboidratos 26,0g
Fibras 2,0g
Cálcio 8mg
Magnésio 26mg
Ferro 0,4mg
Potássio 358mg
Zinco 0,1
Vitamina B6 0,10
Fonte:Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos(Taco)

 

Alguns cuidados

Ao comprar bananas, devem-se preferir as de aroma característico, firmes e sem partes moles ou machucadas. A casca deve ser bem amarela, com pequenas manchas marrons. É bom observar que não estejam soltas pois, neste caso, escurecem facilmente, devido à oxidação em contato com o ar.

Por serem pobres em fibras, as bananas, especialmente a prata, são contraindicadas em caso de constipação intestinal. A banana maçã – que também prende o intestino – é de fácil digestão e eficaz contra enfermidades do estômago. A única espécie com poder laxativo é a banana d’água.

Especialistas advertem que pessoas que sofrem dos rins devem consultar um nutricionista antes de incluir a fruta em suas dietas, pois o potássio pode agravar o quadro renal.

A pergunta mais frequente em relação à fruta, se ela engorda, não tem razão de ser, e poderia ser feita em relação a qualquer outra. Um único alimento não pode ser responsável pelo ganho ou perda de peso. O importante é a balança calórica total do dia, ter um equilíbrio tanto nas quantidades como na qualidade do que se come.

Vale lembrar, que o ideal é consumir três a cinco porções de frutas variadas por dia, pois dessa forma ingerem-se diferentes tipos de vitaminas e minerais.

Cozida ou crua, frita ou em compotas, o fato é que a banana é um alimento delicioso e bem brasileiro. Como celebra a composição de Alberto Ribeiro e João de Barro, o Braguinha, de 1938, “Yes, nós temos banana, banana pra dar e vender”!

 

Receita Rápida

Bolo de banana sem farinha

Ingredientes:

  • 3 xícaras de chá de aveia em flocos finos
  • 2 xícaras de chá de açúcar mascavo
  • Uvas passas, castanha-do-pará, de caju e ameixa seca a gosto
  • 4 bananas d’água bem maduras
  • 4 ovos
  • 1 xícara de chá de óleo de canola
  • 1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de preparo:

No liquidificador, coloque duas bananas, os ovos, o óleo e o açúcar e bata. Em seguida, derrame a massa em uma vasilha, acrescente a aveia, as uvas passas, as castanhas-do-pará e de caju, a ameixa seca e o fermento e misture bem. Unte uma forma, polvilhe farinha de trigo e coloque a massa pronta. Arrume duas bananas restantes, fatiadas, por cima. Deixe assar em forno médio por 40 minutos, ou até dourar. Depois de pronto, decore com açúcar e canela.

Compartilhar

Deixe o seu comentário

Responda: *