A perda de cabelo pode ter um impacto psicológico negativo significativo na vida das pessoas, porém, as mulheres acabam sofrendo mais que os homens, já que o cabelo tem uma relevância psicológica e social para elas.

 

O cabelo é o símbolo maior de beleza e feminilidade, sendo considerado por muitas mulheres como a “moldura do rosto”, capaz de super valorizar as nossas feições e melhorar o visual na frente do espelho. Por isso, os cuidados com os fios são parte crucial da rotina de estética e, quando percebemos algo errado com eles, logo começam os motivos para se preocupar, concorda?

E, apesar de a queda dos fios ser normal dentro do ciclo de vida do cabelo, quando em excesso, pode ser mesmo uma questão para se preocupar, já que ela pode levar à temida calvície feminina, ou alopecia androgenética, como é conhecida cientificamente. O problema fisiológico costuma atingir mulheres entre 15 e 39 anos e tornou-se nos últimos anos uma das maiores queixas de pacientes em consultórios dermatológicos.

 

 

O QUE É ALOPECIA ANDROGENÉTICA?

A alopecia androgenética é causada por uma hipersensibilidade de receptores hormonais no couro cabeludo, levando ao afinamento progressivo do fio de cabelo até completa obstrução do folículo piloso (local onde nascem os fios). A queda de cabelo atinge cerca de 50% das mulheres, sendo que 5% delas sofrem de alopecia feminina, ou calvície, segundo estudos da Sociedade Brasileira do Cabelo (SBC).

 

QUAIS SÃO SUAS CAUSAS?

Alopecia feminina causada pelo aumento da testosterona

Estudos da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) demonstram que a calvície feminina é mais comum depois dos 40 anos de idade – próximo ao período da menopausa. Apesar disso, a doença pode ocorrer em qualquer período da vida.

Durante a menopausa, os níveis de testosterona na mulher aumentam. O hormônio, livre no organismo, penetra nos folículos capilares, enfraquecendo-os. Isso pode acarretar na aceleração da queda do cabelo, levando à calvície feminina.

Predisposição genética

O fator genético, que pode ter origem no pai ou na mãe, é a causa principal da alopecia feminina. Ter conhecimento sobre o fator genético da rarefação e queda do cabelo é essencial para o procedimento terapêutico.

Dietas radicais

Uma alimentação com poucos nutrientes pode gerar anemia, devido a falta de ferro no organismo. É preciso ter atenção às dietas muito rígidas porque esse pode ser um fator importante para a queda de cabelo.

Estresse e depressão

O dia a dia fica cada vez mais corrido, e não é difícil ver pessoas estafadas tentando administrar as tarefas de casa e do trabalho. O acúmulo de estresse causa inflamação no couro cabeludo, gerando excesso de oleosidade, caspas e má circulação sanguínea. A baixa circulação impede a permanência dos fios.

A depressão é outro fator reconhecido de queda capilar, já que provoca alterações no sistema nervoso que atingem a pele. Por isso, é importante verificar o seu estado emocional, caso perceba mudanças na perda de cabelos.

 

 

COMO IDENTIFICAR A ALOPECIA?

A calvície feminina gera “falhas” no couro cabeludo, especialmente na parte superior central da cabeça, deixando-o mais visível devido à queda excessiva e rarefação dos fios. Além disso, junto com a redução dos fios, outro sinal de que você pode estar passando pela alopecia é a espessura do cabelo. Se os fios estiverem muito finos, frágeis e com crescimento deficiente, procure um médico dermatologista para verificar se você pode estar com o problema em questão.

 

COMO FUNCIONA O TRATAMENTO?

Existem diferentes maneiras de tratar uma alopecia: Os principais tratamentos são por via oral, usando drogas que bloqueiam a ação hormonal nos receptores do couro cabeludo, e a aplicação de medicamentos tópicos para estimular o aporte de nutrientes, estimulando o crescimento e espessamento dos fios de cabelo.

Mesoterapia: Micro injeções de vitaminas e fatores de crescimento diretamente nos folículos pilosos.

Medicação tópica: Consiste em shampoos e loções de aplicação direta na região afetada. É o mais indicado nos estágios iniciais. Os medicamentos estimulam o crescimento do cabelo, mas são mais úteis como prevenção das manifestações clínicas do que como recuperação do quadro. Como a doença é crônica e evolutiva, o tratamento deve ser instituído precocemente e mantido por tempo prolongado.

Transplante capilar: o transplante é indicado principalmente para os casos mais avançados da doença. A área doadora é a região próxima ao pescoço, em que os pelos não possuem receptores hormonais e, portanto, conseguem se fixar quando colocados em outras áreas do couro cabeludo. O cabelo é implantado fio por fio nos folículos da área prejudicada. Em geral, são feitas duas sessões, dependendo do grau da calvície e da densidade do cabelo. Os resultados começam a aparecer em seis meses.

Lasers: Mais indicado para aquelas que sofrem com a calvície devido à predisposição genética. O laser muda o ciclo de crescimento do pelo, ou seja, faz com que os fios voltem à fase de crescimento.

 

HAIR+CEUTICALS ADÉLIA MENDONÇA

A linha capilar HAIR + CEUTICALS, constitui um tratamento avançado e biotecnológico que tem como objetivo impulsionar o crescimento de um cabelo mais forte, brilhante, bonito e resistente desde sua origem.

  • Reduz os danos que provocam alterações estruturais na fibra (perda de nutrientes vitais, ressecamento e quebra do fio).
  • Blend para estimular o crescimento do cabelo durante a produção capilar
  • Estimula a produção de fios e melhora a densidade capilar
  • Ideal para cabelos com tendência à queda (eficácia comprovada)

A linha HAIR + CEUTICALS foi desenvolvida para fortalecer o crescimento capilar, e inibir a progressão da calvície, e atua em mais de 10 mecanismos ativos diretos para o aprimoramento capilar e sua substantividade. O resultado é o fortalecimento capilar, renovação celular, nutrição do couro cabeludo, estímulo da vitalidade e da proliferação de novos folículos.

 

SKIN + JECTIONS THERAPY HAIR BOOSTER

Mesoporação transdérmica plasmática capilar de restauração suprema

Um booster terapêutico de alta potência que associa em sua composição potentes citocinas eutróficas com agentes capilares naturais, botânicos/veganos, biotecnológicos, químicos e orgânicos que garantem um efeito funcional e abrangente na melhoria da saúde do cabelo e da condição do couro cabeludo, estimulando e fortalecendo seu crescimento a partir do bulbo folicular, além de atuar ativamente na diferenciação de novos fios e sua ancoragem. Formulado para uso profissional em terapias clínicas de Microagulhamento, Fotobiomodulação, Dermapen®, Terapias de Vácuo e Mesoterapias Transdérmicas (Eletroporação/ionização/correntes/canetas needle-free) para a prática capilar.

THERAPY BOOSTER SHAMPOO

Shampoo de crescimento e fortalecimento capilar

Shampoo nanotecnológico com fatores de crescimento e tecnologia de nanopartículas de ação fortificante bulbar. Sua fórmula exclusiva reúne as mais modernas tecnologias capilares aos fatores de crescimento bioidênticos para a promoção do fortalecimento dos folículos e manutenção do crescimento saudável dos cabelos, mantendo sempre sua hidratação e maciez. São mais de 15 ativos funcionais em altas concentrações. Seus ativos atuam diretamente no bulbo capilar, reestabelecendo a microcirculac?a?o do couro cabeludo deficiente, atrofia folicular causada por di-hidrotestosterona (DHT) e envelhecimento do folículo. Ainda, os complexos vegetais lipossomados atuam no estímulo ao crescimento contínuo dos fios, aumentando a densidade dos cabelos, reduzindo sua queda e aumentando sua maleabilidade.

HAIR FOOD

Nanotônico de fortalecimento capilar

Dentro do conceito de tratamento clínico capilar para o fortalecimento de fios, ação antiquedas e anti-alopecia, a linha Adélia Mendonça Cosméticos apresenta Hair Food HAIR+CEUTICALS, um nanotônico terapêutico de alta potência que associa em sua composição fatores de crescimento bioidênticos com agentes capilares naturais e biotecnológicos que garantem um efeito funcional e abrangente na melhoria da saúde do cabelo e da condição do couro cabeludo, estimulando e fortalecendo seu crescimento a partir do bulbo folicular.

PHOTON HAIR + CEUTICALS

Dispositivo capilar de estimulação fotônica

 Terapia Fotobiomodulação (PDT) – é um método de terapia de luz que utiliza formas não ionizantes de fontes de luz no espectro visível e infravermelho. É um processo não térmico que envolve cromóforos endógenos que provocam eventos foto físicos (lineares e não lineares) e foto químicos em várias escalas biológicas. Este processo proporciona resultados terapêuticos benéficos.

A luz gera uma reação foto química no couro cabeludo que reage como foto receptor em diversas versões. No equipamento PHOTON HAIR + CEUTICALS utilizamos a cor vermelha com 645nm, proporcionando um tratamento supremo indicado para inibir a queda, estimular o crescimento e aumentar a vitalidade dos cabelos. De uso associativo com dermocosméticos específicos para tratamentos de alopecias, quedas e envelhecimento dos fios.

 

 

 

Compartilhar

Deixe o seu comentário

Responda: *