A estética íntima é um segmento que tem ganhado espaço no que tange os tratamentos estéticos realizados por profissionais da área, entre as razões estão o fato da grande exposição do corpo feminino nas mais diversas mídias e também a relação da imagem íntima e de seus cuidados com o quesito qualidade de vida e satisfação, inclusive no âmbito sexual, tendo ligação direta com a autoestima e segurança do indivíduo nos seus momentos de intimidade.

Além disso, tem-se ouvido falar muito sobre como o desenvolvimento econômico, cultural e tecnológico tem conseguido aumentar nossa longevidade. As estimativas são de que, em 10 anos, estejamos vivendo no 6º país com maior número de idosos. Em 40 anos, a projeção mundial é de que a população da terceira idade triplique.

Mas o que significa para o mercado de estética que os brasileiros agora vivam até os 75 anos e com boa expectativa de longevidade?

É importante ter em mente que essa população que ganhou um “bônus” em sua existência vai buscar mais qualidade de vida, inclusive no que se refere à intimidade, até porque, a maioria das mulheres que tem procurado tratamentos de ginecologia estética estão na faixa etária acima dos 45 anos, e, entre as mais jovens, o tratamento de clareamento está entre os mais procurados.

E, ainda sobre a questão de idade, vamos aprofundar um pouco mais nossa análise sobre a cliente do gênero feminino, considerando uma expectativa média de vida de 78 “primaveras”. Levando em consideração que a menopausa ocorre entre os 45 e 55 anos, após a idade reprodutiva ela ainda terá de 23 a 33 anos de vida. As que conseguirem chegar aos 90, como muitos casos que vemos por aí, vivem praticamente metade de sua vida após a menopausa. É um tempo bem considerável e que desperta na mulher mais madura o desejo de preservar sua autoestima e beleza, em função de seu bem-estar e também de sua sexualidade.

Dessa forma, a estética íntima se insere com bastante poder nesse cenário, sendo o clareamento de virilhas um exemplo de tratamento simples de ser realizado pelo profissional de saúde estética e muito buscado para melhorar a aparência da área íntima próxima à região genital. Mesmo que essa não seja uma área constantemente exposta ao sol, fatores como o próprio passar do tempo, depilação frequente (com inflamação recorrente de pelos encravados) ou mesmo a predisposição ao atrito (entre a própria pele, nos casos de sobrepeso, ou mesmo com o tecido da roupa ou material constituinte de roupas intimas), levando em conta a espessura mais fina e a maior sensibilidade da pele, fazem dessa região uma séria candidata ao escurecimento.

Devido às causas diversas da origem da mancha, o tratamento pode ser indicado para mulheres de todas as idades, fazendo desse tipo de protocolo um grande nicho de mercado a ser preenchido pelos profissionais de saúde estética.

Por se tratar de um tipo de hipercromia, essa alteração inestética pode ser tratada com os mesmos direcionamentos dos clareamentos de pele/mancha já tradicionais em estética, respeitando as devidas características da região, bem como as particularidades de cada cliente, como o fototipo. Entre os recursos mais utilizados pelos profissionais de saúde estética em termos de técnicas e equipamentos, estão o laser, led e radiofrequência, que estimula a produção de fibras de colágeno. Já na cosmetologia, os mais indicados são os peelings clareadores, rejuvenescedores e hidratantes, que atuam na renovação celular, proporcionando alcançar de uma só vez os três ícones da beleza: rejuvenescimento, brilho e renovação, além de melhorarem a permeação de outros ativos cosméticos que venham a ser utilizados na sequência, potencializando assim os resultados do tratamento.

A Adélia Mendonça Cosméticos, é a primeira marca brasileira a lançar um tratamento clínico inovador ao profissional de estética, para um trabalho de excelência no Gerenciamento de Saúde e Beleza Íntima. INTIMATE NANOCARE é um novo conceito de tratamento estético multifuncional diferenciado para a região genital de homens e mulheres. A associação de dermocosméticos clínicos nanoparticulados – com um protocolo exclusivo – e domiciliares para o tratamento rejuvenescedor, densificador, bacteriostático e clareador intenso em região inguinal, vulvar e perineal.

Sua ação combina cinco etapas clínicas, que compreendem:

  • Higienização ácida funcional com complexos verdes (conceito vegetal/vegano Green concept);
  • Peeling de microdermoabrasão enzimática genital ginecológico de ação mecânica com vitamina C; manteigas vegetais e blends de cristais e micro scrubs de café verde;
  • Essence ortomolecular termal com ação clareadora e regeneradora;
  • G-booster quimic peel para regeneração citogenital do assoalho pélvico;
  • Máscara nanovetorizada especial com Green concept, nanocomplexos orgânicos e biovitaminas para a revitalização genital profunda.

Sua atividade debridante e anti-inflamatória sobre os tecidos da zona íntima do homem e da mulher impedem a evolução das alterações físicas e repara o envelhecimento genital e a hipercromia melânica e induzida por processos hormonais, mecânicos e ambientais.

INTIMATE NANOCARE de Adélia Mendonça é sua intimidade cuidada em todos os aspectos!

 

 

Fonte: Revista Estética Íntima
Compartilhar

Deixe o seu comentário

Responda: *