Denominada pelos portugueses ‘pão da terra’, a tapioca vem sendo aos poucos redescoberta. De norte a sul do país, é cada vez mais apreciada e pode ser uma ótima sugestão para acrescentar um toque tropical – e um charme a mais – à sua mesa. E que tal experimentar com um chá detox preparado com esse alimento?

Tapioca_1

Ao lado das tradicionais receitas, petiscos com tapioca podem ser uma maneira criativa de receber a família e os amigos. Além de deliciosa, ela é uma boa aliada de quem não quer ganhar peso.

Por não conter glúten, constitui uma boa escolha para aqueles que precisam evitar a farinha por questões de saúde ou dieta. “A ausência desse proteína faz com que sua digestão seja mais fácil, já que o glúten pode gerar inflamação no organismo e favorecer o acúmulo de gordura, prejudicando o intestino e causando inchaço”, diz a nutricionista Paula Castilho.

A médica e nutróloga Alice Amaral afirma que a farinha e a goma da tapioca contêm vitaminas e minerais importantes. “Por serem ricas em ferro, elas contribuem para a prevenção e o combate à anemia. Fontes de vitaminas do complexo B, inclusive ácido fólico, são indicadas para gestantes, contêm cálcio e vitaminas K e desempenham papel preponderante no desenvolvimento ósseo, também reduzem as chances de doenças neurodegenerativas. Por conterem potássio, mineral que beneficia os músculos e tem efeito vasodilatador, reduzem a tensão e o estresse das artérias e vasos sanguíneos,” afirma a médica.

A tapioca pode ser uma escolha adequada para quem está de olho na balança: fonte de proteínas, proporciona maior sensação de saciedade do que pães, bolos ou massas. O melhor é consumi-la pela manhã, para que a energia contida no alimento seja gasta ao longo do dia. Outra sugestão é misturar à goma sementes como linhaça e chia e usar um único recheio.

Desde que a farinha de tapioca seja de boa qualidade e associada a recheios saudáveis, pode ser consumida diariamente, exceto por diabéticos. Uma tapioca feita com duas colheres de sopa de massa possui cerca de 70 calorias, menos do que uma fatia de pão.

A nutricionista Paula Castilho assinala que a combinação da farinha ou da goma com recheios magros é ótima fonte de energia.

Apesar de ser um carboidrato simples (que vira gordura rapidamente), a tapioca tem índice glicêmico menor que o do pão branco, não contém gordura e glúten. Se a proposta é controlar o peso, uma dica é aumentar o seu valor nutricional adicionando ingredientes ricos em fibras ao recheio ou à massa, para reduzir o seu índice glicêmico e adicionar mais nutrientes à preparação. Com o mesmo objetivo, diabéticos devem associá-la a outros alimentos, como proteínas, por exemplo.

Doce ou salgada, sempre deliciosa

Para os recheios, a nutricionista Adriana dos Santos sugere atum, frutas, como banana, queijos brancos e carnes magras – peito de peru ou frango desfiado – e misturas que associam sabores doces e salgados, como sementes de chia, queijo cottage e mel. “Se a preferência for somente pelo sabor doce, recomendo a combinação de pasta de gergelim, banana e amaranto, grão rico em proteína e que contém aminoácidos,” ensina. Espinafre, rúcula com tomate e cebola, ovo mexido com ervas finas e tofu também são boas escolhas.

Receitas-de-tapioca

Ao preparar a tapioca, a nutricionista indica adicionar água de coco para dar mais sabor ás receitas doces. “A goma é melhor do que a farinha. Sempre que possível, deve-se preparar a tapioca na hora,” orienta.

Depois de conquistar os chefs e frequentas ambientes sofisticados, a tapioca demonstra sua versatilidade com o bubble tea, chá de tapioca feito com sagu. Segundo Paula Castilho, o sagu se transforma em goma no estômago, inibindo a fome e a vontade de beliscar: “O chá deve ser feito com dois ingredientes fundamentais, o sagu, que pode ser encontrado em qualquer mercado, e o chá-verde antioxidante – ou outro chá com efeito detox – que auxilia na eliminação de aditivos contidos em produtos industrializados, como conservantes e corantes. Ambos contêm uma substância que quebra as moléculas de gordura, o que ajuda no emagrecimento,” ensina.

A bebida pode substituir o café da manhã ou até mesmo ser consumida no lugar dos lanches da manhã e tarde. São muitas e variadas as possibilidades de preparo da tapioca. Invente a sua!

Toda a riqueza da Mandioca

Após ser espremida, a raiz da mandioca gera um caldo chamado manicuera, do que se obtém, por exemplo, o polvilho doce ou azedo, isto é, a fécula da mandioca. A partir dela, são produzidas as tapiocas, sagus e beijus.

Dos blocos ainda úmidos do polvilho surge a farinha de tapioca. Ainda não existe legislação específica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento sobre sua granulação, cor, ou torra. Por isso, conforme o lugar, a palavra tapioca é usada tanto para indicar as farinhas como para designar tipos de comida feitos a partir dela.

Quando a fécula está bem úmida (cerca de 45% de umidade) é chamada de goma. É com ela que se fazem os disquinhos recheados, cozidos na chapa quente, e denominados de tapiocas.

Mas a goma ainda pode virar outro alimento. Se a farinha continuar por mais tempo na frigideira, vai ressecar, formar placa bem crocante e virar beiju. Em alguns lugares do país, a tapioca recheada também é chamada de beiju de tapioca. Existem vários tipos de beiju.

A goma pode ser trabalhada com outras técnicas e gerar diferentes farinhas de tapioca. A mais conhecida é a dura, com grânulos médios. O último subproduto da fécula é o sagu.

Receitas deliciosas

Chá gelado de tapioca

Chá-de-Tapioca-pra-Secar-2kg-por-Semana

Ingredientes

  • 2 colheres (sopa) de sagu de mandioca
  • 300 ml de água
  • 1 sachê de chá de sua preferência
  • Mel para adoçar ou adoçante
  • ½ limão siciliano

Modo de preparo

Cozinhe o sagu em 200 ml de água por 20 minutos, em fogo baixo. Em seguida, reserve e espere esfriar. Prepare o chá de sachê e coloque na geladeira até gelar. Adicione o sagu a um copo e, em seguida, cubra com o chá. Adoce com mel ou esprema gotinhas de limão. Se quiser, coloque cubos de gleo para ficar ainda mais refrescante.

Bolo cremoso de tapioca

Receitas-de-Bolo-de-Tapioca-1Ingredientes

  • 500g de tapioca granulada
  • 4 xícaras (chá) de açúcar demerara
  • 1 vidro grande de leite de coco
  • 300g de coco natural ralado

Modo de preparo

Dilua o leite de coco em 1 vidro de água e ferva. Misture o açúcar à tapioca e acrescente o leite de coco aos poucos. Quando começar a ficar cremoso, deixe descansar por 10 minutos, pois a tapioca vai crescer um pouco. Acrescente o coco ralado e mexa bem. Coloque em uma forma e leve à geladeira por 2 horas. Retire da geladeira, desenforme e sirva.

Bom apetite!

Compartilhar

Deixe o seu comentário

Responda: *