Só quem luta contra o melasma sabe o quão difícil é manter a disfunção sob controle. Ainda não se sabe ao certo a causa do aparecimento das manchas amarronzadas, mas alguns fatores de risco podem causar ou ampliar os efeitos do melasma na pele.

Por isso, algumas mudanças de hábitos são fundamentais para quem deseja combater o problema.

 

Proteja-se do sol

A exposição solar é, sem dúvida, um dos principais fatores de risco para o aparecimento e a piora do melasma. A incidência da radiação sobre a pele ativa os melanócitos (células que produzem a melanina – pigmento que dá cor à pele). Ou seja, pessoas pré-dispostas ao melasma que saem desprotegidas ao sol acabam tendo muito mais chances de desenvolver o problema. Para quem já tem melasma, o uso do filtro é essencial para que a disfunção não avance.

A proteção deve ser realizada até mesmo em dias nublados, uma vez que os raios ultravioletas conseguem penetrar a barreira das nuvens e manchar a pele. Além do filtro, use acessórios para barrar a ação dos raios solares, como chapéus e bonés.

  • A linha Daily Protection Adélia Mendonça constitui em um tratamento multifuncional aliando fotoproteção a um completo tratamento antiaging, antioxidante, regenerador celular e de alto grau de hidratação. São formulados para dar ampla proteção contra as radiações solares e auxiliar na prevenção do surgimento das rugas precoces causadas pela ação dos radicais livres, através da ação dos filtros solares UVA+++, UVB e da Vitamina E (acetato de tocoferol), ajudando na prevenção do câncer de pele. Os hidratantes presentes na linha Daily Protection Adélia Mendonça aumentam a capacidade de reestruturação celular e combatem o stress epidérmico, repondo sua umidade natural e melhorando sua textura e revitalização.

 

Proteja-se da luz artificial

Pouca gente sabe, mas a luz das lâmpadas também ajuda a causar o melasma. Além dos raios solares, a luz artificial (fonte de emissão do espectro visível) é outro vilão da pele, aumentando os riscos de manchas e fotoenvelhecimento. Portanto, em casa ou no escritório, é importante usar o filtro solar para combater o problema.

  • Sun Science – protetor solar de amplo espectro FPS 40/PPD +++, com 12 horas de proteção. Desenvolvido com tecnologia altamente especializada dentro dos conceitos mais modernos da dermocosmiatria. Possui ampla proteção UVA e UVB, que protege contra os efeitos nocivos do sol. Reduz os efeitos cutâneos induzidos através da exposição direta a radiação Infravermelho (IR). Atua também eficazmente na absorção da radiação emitida pelos comprimentos de onda da luz azul, encontrada nas telas de celulares, computadores, televisores e nas lâmpadas, através da exclusiva proteção DNA fuller para rejuvenescimento digital. Mediante ao seu alto efeito detoxificante, age sobre os resíduos cumulativos gerados pela poluição urbana.

Conheça o protetor solar do futuro com blindagem facial total

 

Invista na alimentação

A batalha contra o melasma também pode ser feita de dentro para fora, com a ingestão de alimentos que são amigos da pele. Alguns deles têm ação fotoprotetora e combatem os efeitos nocivos do sol. A cenoura é rica em antioxidantes como o betacaroteno, nutriente que combate a ação dos radicais livres. Outro aliado é o cacau, fonte de flavonoides, substância fotoprotetora e antioxidante. Aposte também no espinafre, que vai te fornecer ácido fólico, substância fotoprotetora e antioxidante.

 

Mantenha a calma!

Quer se prevenir ou diminuir os efeitos do melasma em sua pele? Respire! Os hormônios liberados pelo estresse podem ocasionar ou até mesmo piorar o problema. Faça exercícios físicos, mantenha a calma, relaxe e faça o tratamento com um dermatologista de sua confiança.

Lutar contra o melasma pode não ser fácil. As manchinhas incomodam e podem minar a autoestima. Por isso, é tão importante manter todos os cuidados em dia. Essa é a receita para ter o melasma sob controle.

 

Fonte: Portal do Melasma
Compartilhar

Deixe o seu comentário

Responda: *